terça-feira, 3 de abril de 2012

A Peregrina e o Sagrado

Exatamente ás 15h30, começamos nossa peregrinação. 
 
O clima agradável nos acompanhou até o entardecer... a cada passo a vontade por mais conhecimento crescia... por alguns locais conversamos sobre o caminho mágico, por outros o silêncio se fazia presente já ensinando... mostrando o meu eu, colocando meus limites a prova, ensinando os mistérios do caminho.

Quando chegamos ao local que faria parte de muitos ensinamentos naquela noite, percebi que já encontrávamos em estado de êxtase.
Passado alguns momentos de preparação recebemos Aquela que nos dá o conhecimento interior.

E assim... os ensinamentos vieram...

As essências de cada irmão de caminho estavam presentes conosco, cada um tendo seu ensinamento, cada um interagindo com o local, cada um do seu jeito, aprendendo e nos ensinando...

Tão carinhosamente foram retirados os males do corpo e da alma... em um processo de cura intenso...

A cada batida de tambor um portal era aberto... seres da floresta e de outras realidades eram visivéis aos nossos olhos.
A várias batidas seguidas de tambores, abria-se um portal onde um Deus saía.

Meu passado, presente e futuro aconteciam simultaneamente, como se existissem mais de um eu em muitas outras realidades e/ou nessa.

Morrighan já se faz presente... foi anunciada pelos tambores, sentia sua presença intensamente... sua presença foi rápida, como mãe veio visitar um filho, e nos deixou com sua proteção produzida por sua bela e grande foice.

Seres da natureza e pessoas de outras realidades estavam presentes, vi portais abertos e suas fortalezas...

Aaahh! Como foi díficil fechar esses meus olhos diante de tantos acontecimentos rsrs

Vi vidas passadas de irmãos de caminhos, a transmutação que neles ocorriam, observava-os e aprendia como um peregrino pode se transformar em um ser sábio, tendo sempre o foco em seu caminho apesar de todos os testes que passa, não deixando se abater.

Aprendi com um grande bruxo que podemos manter o silêncio do local e ainda estabelecer uma conversa através do pensamento...

Aprendi que é preciso estar preparado para encarar outras realidades e outros seres, se deparar com outros mundos é realmente ao mesmo tempo mágico e assustador!

Aprendi que a melhor maneira de defesa e de se obter ensinamento é atráves do silêncio...

Ouvi músicas dessa realidade e de outras.

O céu a cada momento era de uma cor, era de uma espessura...

Amanhecendo, fomos observar como estava os arredores do lugar onde ficamos, nos arrumamos e partimos novamente para a peregrinação agora de volta para casa.

Foram tantas, mais tantas visões e informações, que ainda estou absorvendo aos poucos... Vivência simplesmente intensa.